Na floresta da Bondade

Na floresta da Bondade

Na floresta da Bondade
O Egoísmo  não tem vez
A Fraternidade impera
E o Amor é a bola da vez


 O  Jardim das Boas Obras
Quem cuida é a Esperança
As flores alegram os dias
Dos adultos e das crianças


 Nas Cachoeiras do Paz
Jorra  a água cristalina
Para banhar de Afeto
As delicadas turmalinas

 
Os pássaros cantam livres
Nas copas vestidas de verde
Tupã aboliu as queimadas
A mãe terra é preservada

 
Quem  vigia é o Respeito
Auxiliado pelo Bom Senso
Que  tudo fazem direito
Neste cenário  perfeito!

 


Faça  a diferença, cuide do meio ambiente!

(Ana Stoppa)

 

Copyright©2012. Todos os direitos reservados
Vedado copiar, distribuir, exibir, executar, criar
obras derivadas, nem fazer uso comercial desta obra
sem a permissão da Autora.

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!