Mãe Terra

Mãe Terra

Ciranda Da Natureza - 22 de Abril Dia da Terra,

 

Entrego ao mundo  o meu seio,
MInha  fauna e o verde das matas,
As cachoeiras, rios e  as cascatas.

 

Sou o  solo fértil que germina
As mais perfumadas flores,
Para tingir o universo de cores.

 

Sou  o leito maternal das sementes,
A gerar incansável o teu alimento.
Assim sacio a tua fome e lamento.

 

Mais pela  insanidade do homem,
Sou impiedosamente invadida,
Sofro diante da  destruição desmedida.

 

Amargo a dor  de ver minhas águas poluídas,
Pranteio a morte prematura das verdes matas,
Consequencia violenta das queimadas.

 

Minha fauna sem controle  é ultrajada,
Clandestino comércio de animais e aves,
Subtração das  riquezas sem entraves.

 

Acuada imploro o  urgente despertar,
Dos  homens que vivem a me maltratar,
Antes que seja tarde para se  reparar.

 

Meus rios e mares  agonizam poluídos,
Pela ação do ser humano inconsequente,
Covardes destruidores do meio ambiente.

 

Diante do cenário que se descortina,
Resultado da atitude de almas pagãs,
Não vislumbro  a paz no novo amanhã.

Do pouco que resta da minha alma agonizante.
Peço, cuidem de mim para mudar esta realidade,
Proteja-me dos desmandos e das  calamidades.

(Ana Stoppa, 22.04.2012)

 

Copyright©2012. Todos os direitos reservados
Vedado copiar, distribuir, exibir, executar, criar
obras derivadas, nem fazer uso comercial desta obra
sem a permissão da Autora.
 

O Dia Terra

O Dia da Terra foi criado pelo senador americano Gaylord Nelson, no dia 22 de Abril de 1970. Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!