Graça, A Garça Cheia de Graça.

Graça, A Garça Cheia de Graça.

A garça Graça
Mora em Garça
Vive contente
Na bela praça

Crianças que passam
Param na praça
Só para ver a Graça
Que esbanja graça

Na fonte da praça
Jorram as cascatas
Banham a garça
Cheia de graça

Gracejos e cantos
Gorjeiam os sabiás
Cantam para a garça
Cheia de graça

Gira o vento
Rodam os moinhos
A garça se esconde
Dos redemoinhos

As folhas na praça
Flutuam ao vento
Para encantamento
Da Graça, a garça

Gravetos carregam
O pato e o marreco
Constroem de graça
O ninho da Graça

Estevão o esquilo
Apressa Dom Grilo
Grita – sem graça!
Ajude a Garça!

Joaninha se apressam
Nas filas do parque
Pra ver a tal garça
Cheia de graça

Graça é faceira
Que nem ela só
Espalha a alegria
E muita energia!


(Ana Stoppa)

 

Copyright©2012. Todos os direitos reservados
Vedado copiar, distribuir, exibir, executar, criar
obras derivadas, nem fazer uso comercial desta obra
sem a permissão da Autora.

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!